INSTITUTO
FONOGRÁFICO
TROPICAL

Phonographic Tropical Institute | Institut Tropical Phonographique | Phonographischen Institut Tropicalen | Instytut Tropikalny fonograficzne | Istituto Tropicale Fonografico
institutofonograficotropical@gmail.com
  • Guerrilheiro e compositor, foi morto pela vontade unificadora da pátria dos seus correligionários, que temiam a sua popularidade. O Jornal de Angola descreve o seu percurso musical, o gosto pelo malabarismo, a placa erigida com a presença dos herdeiros, mas segundo o que consta no artigo, nasceu para não morrer.

    angola
  • Para quem precisa de dar duas voltas ao campo para aquecimento.

    cumbia
  • Dia de sol, que não é esquema / Dia de mar, que não é processo / Para nos levar, para lá do retrocesso.

    angola
  • Para o Senhor Morgado não tomar a nossa terra… eu vendo o boi para pagar.

    cabo-verde
  • Sambistas a perecer em tom maior, em cadência, e com batucadas de bamba.

    brasil
  • Os Bulimundo são autênticos compositores de mini-operetas de funaná, substituindo instrumentos eléctrico-trónicos pelo tradicional ferro e gaita (nome muito mais apropriado que acordeão diatónico). O estilo é oriundo da ilha de Santiago e chegou a ser considerado rural, como contraponto à cosmopolita morna, mas é hoje um descola-pé popularíssimo de qualquer baile tropical.

    cabo-verde
  • Desilusões férreas, transportes alternativos, sputiniques, luniques, os grandes dilemas da locumção do futuro em sertanejo.

    brasil
  • Para os amantes da alheira à brás, do frango com molho de leitão e outros travestismos culinários.

    cabo-verde
  • Grandes apreciadores de Alexandre Dumas (pai) equipados a preceito.

    cabo-verde
  • O seu léxico diário está encurralado entre enxurradas, chuvadas e tempestades? Sente-se preso de movimentos, estagnado, e esmagado por um sistema burocrático e opressor? Deixe-se envolver pelo livre arbítrio dos finaçon, sem lei nem ordem… à si manera.

    cabo-verde